Qual os tipos de piscina e qual escolher?


Qual tipo de piscina escolher para a sua casa, veja comparativos e custos!

Piscina em casa antigamente era dada como sinal de luxo. Apenas pessoas da alta nata da sociedade podiam pagar a instalação/construção de uma. Atualmente, embora ainda seja muito comum este pensamento, o cenário mudou. Com frequência desenvolvemos projetos dos mais diversos níveis, e boa parte deles tem piscina!

Basicamente há três tipos de piscina: alvenaria, fibra de vidro e vinil.

A mais conhecida talvez seja a de alvenaria. Seu custo é mais alto, porém, isso não é uma desvantagem se avaliada a longo prazo, já que sua estimativa de duração, é em torno de 30 à 40 anos. Este tipo de piscina é mais flexível à criação, podendo ser adotado qualquer formato ou dimensão, de acordo com o terreno, espaço disponível e criatividade. Elas devem levar uma camada de impermeabilização, seja por argamassa ou manta asfáltica, e posteriormente pode ser revestida com os mais diversos materiais, como pedras, pastilhas ou cerâmica, de acordo com o gosto do cliente.  O problema é que como é necessário rejunte entre as peças (quinas), acaba sendo propicia à proliferação de fungos e bactérias. Outro ponto é que se não for bem executada e sem o devido calculo estrutural, podem aparecer trincas e fissuras e comprometer sua funcionalidade.

Outra opção mais barata é a piscina de fibra de vidro, não porque seja de pior qualidade ou algo do tipo, e sim que por ser pré-fabricada, já vem em tamanhos e dimensões pré-determinados, não podendo customizar seus formatos ao gosto de cada cliente. Com ela não tem risco de trincar ou rachar, desde que seguido às recomendações do fabricante. Sua instalação consiste basicamente em cavar a vala e coloca-la dentro. Além de sua fácil e rápida instalação, por ser lisa, é fácil sua manutenção e limpeza. Para sua compra, recomenda-se pesquisar muito bem antes da escolha da empresa, se for uma de boa qualidade, sua estimativa de manutenção será de aproximadamente 10 anos. Sua principal desvantagem é o transporte e localização da instalação, já que como deve ser transportada por caminhões, não conseguira chegar a locais de difícil acesso.

Já a piscina de vinil, basicamente tem a mesma estrutura da piscina de alvenaria e concreto, seu diferencial, é que não é necessário sua impermeabilização e gastos com revestimentos, já que a própria lona de vinil desempenha esse papel. Suas estampas são compostas pela mais diversificadas cores e variedades, podendo as mesmas ser personalizadas de acordo com o preferencia de cada um. Além é claro, de ser lisa e de fácil limpeza.  Uma complicação para esse tipo de material é sua instalação, que deve ser complementada com água em grande velocidade na etapa da aplicação, a fim de evitar a formação de bolhas, geralmente feito com o auxilio de um caminhão pipa. Esse tipo de piscina, não pode ter contato com objetos pontudos, já que podem perfurar o vinil, porém, se isso ocorrer, é de fácil remendo ou se necessário pode ser feita à troca da lona.

Em relação à piscina de alvenaria, a de vinil sai cerca de 30% mais em conta no valor total, quanto que a de fibra de vidro 60%. Eu particularmente prefiro a piscina de alvenaria, uma vez que ela permite uma maior liberdade de criatividade e confere estética incomparável, fundamental para compor a beleza do projeto.

 


Data: 03/04/2017


Por: Fernanda Santoro